2016: ano do recomeço!

IMG_3962

Em Julho a minha desistência do blog completaria dois anos. 2014 e 2015 não foram anos fáceis para mim e acredito que para muitas outras pessoas também. A vida me impôs inúmeras dificuldades e barreiras, mas todos esses desafios me fizeram amadurecer e me prepararam para o hoje. Agradeço por isso. Eu plantei esforço e fé, e no final colhi o melhor. Hoje estou formada em Publicidade e Propaganda e atuando na área que eu mais amo, mas senti que algo ainda estava incompleto. Faltava a famosa “cereja do bolo”.

Essa semana meus pais me convidaram para ir ao cinema. Só descobri qual era o filme quando entramos na sala: Joy: O Nome do Sucesso. Inspirado em uma história real, o filme mostra a emocionante jornada de uma mulher que desde a infância tinha o dom da invenção e criatividade. Joy levou uma vida com muitas dificuldades. Os problemas – que foram muitos – familiares, financeiros e emocionais, a fizeram desistir dos seus sonhos. Sempre batalhadora, em um momento difícil de sua vida, relembrou sua infância criativa e teve uma grande ideia, desenvolvendo um utensílio doméstico nunca visto. Muitos duvidaram da sua capacidade, tentaram impedir o seu sucesso mas após muita persistência e fé, Joy triunfou e hoje é uma das empreendedoras de maior sucesso nos Estados Unidos.

Assistam o trailer aqui.

Resumindo: uma lição de vida. Esse é um filme que você deve assistir para nunca esquecer que a ruindade existe, mas a bondade é incontáveis vezes maior. O bem sempre vence. Esse é um filme que você deve assistir no dia em que pensar em desistir do seu sonho ou do que você ama. No dia em que perder a força e a fé. Esse é um filme que você deve assistir para relembrar tudo o que você almejou, mas deixou para trás.

E por esse e outros motivos eu voltei. Decidi me dedicar em algo que me faz bem. O blog é minha válvula de escape, meu porto seguro. Aqui consigo seguir fielmente o que está no meu coração. E eu acho que isso é o mais importante, por que nada que vem do nosso coração é errado. Nada do que vem dele é de má índole. Aqui é um lugar que posso ser eu mesma e dividir os meus gostos, conhecimentos, novidades e muitas outras coisas com gente que eu gosto. Mas, além de tudo isso, eu voltei por quem me incentivou todo esse tempo: vocês.

Serei eternamente grata à minha família e meus amigos por puxarem a minha orelha e me incentivarem a estar aqui novamente.

Dois agradecimentos especiais: à minha mãe, pessoa que mais acredita em mim nessa vida. Torce por mim com todo o coração e luta junto comigo. E também à minha amiga, Daniela Perroni, que do nada virou tudo e passou a me incentivar em cada sonho louco que eu tive e tenho. Obrigada por vocês duas acreditarem em mim. Eu também sempre vou acreditar em vocês.

Como podem ver, o blog ainda está em processo de manutenção. Mudamos desde a estrutura até o nome, com a intenção de melhorar a acessibilidade e conteúdo pra vocês. Tem muita novidade bacana vindo por aí, espero que vocês gostem e estejam comigo nessa nova jornada. :)

Que o nosso 2016 seja incrível, único e especial. Nós merecemos. Que a gente tenha muita força e não desista dos nossos sonhos por nada e ninguém. <3

Com amor,
Cacau.

Acompanhem também no Instagram.

Anúncios

10 anos de Meninas Malvadas!

O tempo voa mesmo, não é? Há 10 anos atrás, o filme Mean Girls chegou aos cinemas e se tornou um verdadeiro fenômeno pop. Com roteiro de Tina Fey e Lindsay Lohan no papel principal, Mean Girls ajudou a alavancar a carreira das atrizes Rachel McAdams e Amanda Seyfried. O filme, que marcou uma geração inteira, hoje é considerado um clássico teen, pois retratou de uma forma criativa e divertida, a adolescência de pessoas de todo o mundo.

Fotos: Mean Girls
Imagem: Mean Girls

E para comemorar os dez anos, resolvi selecionar dez curiosidades super legais sobre o filme! Vamos ver?

  • Vocês sabiam que, na época de testes para a escolha dos atores, Lindsay Lohan tinha ganhado o papel da vilã Regina George e Rachel McAdams o de Cady Heron? Isso mesmo! Há diversos boatos sobre a troca das personagens, mas o que dizem por aí é que a Rachel, por ser oito anos mais velha, tinha mais segurança e experiência que Lindsay. E, além disso, os diretores acreditavam que, se Lindsay Lohan fizesse o papel de garota má, não haveria boa aceitação dos seus fãs. E assim, ela ficou com o papel de Cady.
  • O público pediu uma continuação do filme, e ela chegou em 2011, só que da pior maneira possível: trouxe uma história que não se conecta com a original. Mean Girls 2 foi lançado como filme de TV, e quase ninguém notou, pois não trouxe absolutamente nada da primeira versão. Foi um fracasso, e recebeu muitas críticas dos fãs.
  • O filme foi baseado em um livro que não tem nada a ver com a ficcção: Queen Bees and Wannabes, de Rosalind Wiseman. O livro revela um estudo feito sobre bullying entre meninas que estudam em colégios americanos. Anos depois, o livro foi lançado aqui, com o mesmo título do filme. E relembrando: em algumas cenas, Regina George é chamada pelos alunos do colégio de “Queen Bee”. Coincidência?
  • Amanda Seyfried se deu tão bem no papel da amiga burrinha Karen, que não conseguimos imaginar outra atriz no papel, não é? Mas você sabia que Ashley Tisdale e Scarlett Johansson também fizeram testes para Karen? O fato é que Amanda não era tão conhecida na época, e contribuiu para dar à personagem um tom ainda mais engraçado.
  • Você sabia também que a Amy Pohler, a atriz que vive a mãe doidinha de Regina George, tem só sete anos a mais do que Rachel McAdams?
Imagem: Mean Girls.
Imagem: Mean Girls.
  • No filme, Cady, interpretada por Lindsay Lohan, reconhece a música tocando no baile de formatura: Built This Way, de Samantha Ronson – DJ que anos depois, se tornou um dos affairs de Lindsay na vida real.
  •  A maioria das frases ditas no filme viraram bordões ou memes, como por exemplo: “That’s so fetch!” e “You can’t sit with us!”. A frase “You go, Glen Coco!”, saída do filme, também virou meme. Mas poucos sabem que o nome do personagem foi dado em homenagem a um amigo real da escritora do filme.
  • Uma fã famosa de Meninas Malvadas é a Mariah Carey. A cantora não cansa de repetir os bordões das personagens do filme como: “Nas quartas, vestimos rosa!”. Outro bordão que inspirou Mariah foi a frase: “Por que você está tão obcecado por mim?”, que não por acaso faz parte do refrão de uma de suas músicas. Até o seu bolo de aniversário foi decorado com um “That’s So Fetch!”, frase dita pela mean girl Gretchen Wiener.
  • Mean Girls não só fez sucesso, como recebeu muitos prêmios na época. No MTV MOVIE AWARDS de 2005 ganhou: Melhor Atriz – Lindsay Lohan, Melhor Equipe – Lindsay Lohan, Lacey Chabert, Amanda Seyfried e Rachel McAdams e Indicação Melhor Vilão – Rachel McAdam.
  • Linday Lohan revelou em uma entrevista que Tina Fey está negociando um projeto especial em comemoração ao aniversário de 10 anos. Lohan não informou o que eles estão planejando, mas afirmou que aceita participar de um reencontro. Ela ainda afirmou que Tina já está conversando com o produtor Lorne Michaels. Tomara que o projeto dê certo, não é mesmo? Seria incrível!

Meninas Malvadas me inspirou muito na adolescência. Ele é, sem dúvidas, o meu filme favorito. E uma coisa eu sei que nunca vai mudar: a geração que foi apaixonada por Mean Girls, sempre será. Não importa quantas vezes a TV reprisar, nós estaremos lá, assistindo como se fosse a primeira vez.

anigif_enhanced-buzz-17483-1398715981-40